Pesquisar este blog

sábado, 30 de julho de 2011

VIAJANDO, PELA MÚSICA, COM A BANDA DE MÚSICA DA ACM - SUCESSO

Que beleza! Foi maravilhosa a estreia da Banda de Música da ACM (Associação Cultural de Macaíba). De formação heterogênea, com jovens iniciando a carreira e experientes instrumentistas regidos, harmoniosamente, pelos gestos elegantes e precisos do carismático maestro Carlos Eduardo, conseguiu envolver a plateia, na viagem musical a que se propôs.
Da escolha a execução do repertório foi “Show”. O, eclético, passeio iniciou com um tributo ao  cantor, compositordançarinomulti-instrumentista e produtor norte-americano Michael Jackson, passou por Beto Guedes (Quando Te Vi – Versão de Till There Was You), nos levou aos anos 70, com um pot-pourri do grupo sueco, de música pop, ABBA, voltou a Goiana, interior do Pernambuco, com a admirável obra do maestro Duda, era hora de “Espera”, daí voou pelo Brasil com uma Seleção do talentoso e irreverente Tim Maia, que tinha como característica a rouquidão de sua voz, sempre grave e carregada, interpretado por Sub Ten Oziel (integrante da banda), passeou magistralmente de “Roupa Nova” numa aprazível seleção. Andou com Djavan, que também esteve presente nessa rota. Fez uma breve e calorosa pausa no Nordeste, para festejar o mais nordestino dos ritmos, o nosso forró, nesse momento uma participação especial do nosso amigo Chagas (cantor) em parceria com o versátil Gemerson (ainda ouviremos falar muito desse “galeguinho” em Macaíba). A viagem estava próxima de alcançar o seu objetivo. O rei (Roberto Carlos) não foi esquecido chegou a ora da “Abertura Proposta” de sermos “Amigos para sempre”, para isso o Padre Assis foi solicitado a tomar parte do espetáculo, emprestando sua brilhante voz para selar o nascimento de uma amizade entre essa admirável banda e a sociedade macaibense. Mas, o roteiro não estava concluso, ainda, faltava algo para o final da jornada e nada melhor que um “Brasileirinho”, macaibense, para fazer “chorar” de alegria o seu clarinete, interpretando de forma magistral a música de Waldir Azevedo, o “galeguinho” que citei antes, Gemerson, fechou o concerto com “chave de ouro”.
Nesse percurso tive o prazer de reencontrar “velhos” amigos, da antiga banda do município: Sr. Waldomiro (Bill); Roberto Ângelo; Juaci; Palito, Sandro, Chiquinho e Emiliane. Também estiveram presentes os maestros Aldo, Almeida e Dijair.
Após essa encantadora viagem chegou o momento de parabenizarmos a ACM, representada pelo seu presidente Genivaldo, pelo exemplo, efetivo, de que é possível fazer florescer a cultura em nossa cidade. Há artistas e público para isso, resta apenas o investimento. Esperamos que não tenha sido apenas um delicioso momento, mas o primeiro de muitos. Sugerimos que o poder público, a iniciativa privada e a sociedade se utilizem de um dos elementos da música “harmonia”, unam-se e invistam para que a cultura, não só a música, de Macaíba, tenha a possibilidade de crescer e se solidificar.
Assim, como eu, acho que seus integrantes e a plateia almejam que essa banda não seja apenas de Macaíba, que seja do Rio Grande do Norte, do Nordeste, do Brasil...
Parabéns!!! Bravos!!! Bravíssimos!!!
P.S.: Apoiadores do evento: Secretaria Municipal de Cultura; Papel ART’S; Motroco Confecções; Comercial “O Ponto Certo”; Dr. Valério Mesquita e Dr. Olímpio Maciel.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

ESTRÉIA DA BANDA DE MÚSICA DA ACM

ACM inicia a formação de sua 1ª banda de música
Acontecerá no dia 29 de julho (sexta-feira) a apresentação de lançamento da Banda de Música da ACM - Associação Cultural de Macaíba. O evento será na Praça da Igreja Matriz e terá início às 19 horas.

Que bom! Teremos, novamente, uma Banda de Música na cidade. Confesso que gostaria de vê-la nascer, como outrora, formando seus próprios instrumentistas, mas alegro-mo por ver que o primeiro passo já foi dado e a formação de novos instrumentistas será consequência dessa iniciativa. Aproveito para parabenizar a todos esses jovens, que fazem parte da Banda, as pessoas que trabalharam para a criação da ACM, especialmente os meus amigos Genivaldo e Gemerson, que não mediram esforços para realização desse trabalho. 
Estarei prestigiando o concerto. Desejo sucesso a todos.

terça-feira, 19 de julho de 2011

Curso Técnico – inscrições de 1º a 14 de agosto

POR IANNE, EM 17.07.11

Estarão abertas, no período de 1º a 14 de agosto, as inscrições para processo seletivo do Curso Técnico da Escola de Música. São ao todo 124 vagas, distribuídas por todas as habilitações. As inscrições serão feitas pelo site da COMPERVE http://www.comperve.ufrn.br/ Para mais informações, consulte o Edital.
As vagas, para cada curso, estão distribuídas conforme quadro a seguir.
CURSO
VAGAS
Técnico em Canto
06
Técnico em Gravação Musical
06
Técnico em Regência
10
TÉCNICO EM INSTRUMENTO/HABILITAÇÃO
VAGAS
Baixo Elétrico
04
Clarinete
09
Contrabaixo Acústico
03
Fagote
06
Flauta doce
06
Flauta Transversal
06
Guitarra
03
Oboé
03
Percussão
03
Piano
09
Piano Popular
03
Saxofone
06
Trombone
03
Trompa
09
Trompete
06
Tuba
03
Viola
06
Violão
03
Violão Popular
03
Violino
06
Violoncelo
02

A Coordenação de Extensão anuncia as datas de matrícula para os alunos regulares dos cursos CIART, MUSICALIZAÇÂO e BÁSICO. A matrícula ocorrerá de 25/07 a 05/08/11.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Registro na Ordem dos Músicos deixa de ser obrigatório

Decisão do TRF 5ª Região não cabe mais recurso; parecer do MPF defendeu a liberdade de expressão.
Por Rayane Guedes, com informações do MPF/RN

A Ordem dos Músicos do Brasil (OMB) deve cumprir sentença que garante aos músicos do estado o livre exercício da atividade artística, independente de inscrição na OMB ou do pagamento de taxas. A decisão partiu do juiz federal, Carlos Wagner Dias Ferreira, e foi integralmente mantida pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5). 
A sentença final explica que suspensão da exigência do registro imposta pela OMB, assegura a liberdade de expressão dos músicos. A medida garante ainda o fim da aplicação de penalidade àqueles que realizam apresentação pública sem possuir inscrição.
Com a decisão do TRF-5, fica ainda anulado qualquer procedimento administrativo já iniciado contra músicos em virtude da exigência do registro. O fim da obrigatoriedade havia sido solicitado pelo ministério Público Federal através de uma ação civil pública ajuizada em 2005. A sentença acaba de transitar em julgado, ou seja, não cabe mais recurso. Mesmo com a decisão da justiça federal, os músicos profissionais, cujas atividades dependem de capacitação técnica específica ou formação superior, continuam sendo obrigados a se inscrever na OMB. Caso a OMB descumpra as determinações judiciais, terá que pagar multa diária no valor de R$ 1 mil.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

2º Festival Felinto Lúcio Dantas - Santa Cruz/RN

Estamos de volta, apresentando "Temas Inesquecíveis", maravilhoso arranjo, de Edson Rodrigues, que reúne, neste pot-pourri, consagrados temas de filmes, como: Love Is a Many Splendored Thing, (Suplício de uma Saudade), de: Webster/Fain; The GodFather, de: Nino Rota; The Pink Panther Theme, de: Henry Mancini; e New York, New York, de: F.E.b.b/J.Kander.
video

quinta-feira, 7 de julho de 2011

2º Festival Felinto Lúcio Dantas - Santa Cruz/RN

Vejam neste vídeo a Banda de Música da Polícia Militar do Rio Grande do Norte executando "La Virgem de La Macareña". Solo de trompete, Sgt Silas e regência do Ten Dêjair Dantas.
video

quarta-feira, 6 de julho de 2011

ORQUESTRA DE SAXOFONES DE CRUZETA ESTREIA NO FESTBOSSA & JAZZ

A Orquestra de Saxofones do Rio Grande do Norte, fundada em maio deste ano durante o II Festival de Saxofones em Cruzeta, será uma das atrações do Fest Bossa & Jazz, abrindo a noite de sábado 16, no Vila Hall. A orquestra tem como regente e diretor artístico o professor Eugenio Graça. Será a primeira apresentação com repertório especialmente elaborado para um festival.
A Orquestra é mais um braço musical forte que surge do trabalho desenvolvido pelo maestro Humberto Carlos Dantas (Bembem) e da Associação Musical e Cultural do Rio Grande do Norte (Amusic), fundada por ele no município.
Durante o II Festival de Saxofones, foram selecionados quinze músicos para a formação da Orquestra, oficializada em assembléia convocada para este fim. Em entrevista ao portal oficial da Filarmônica de Cruzeta, a pedagoga e coordenadora institucional da AMUSIC, Magna Dantas, disse que “a orquestra é de grande relevância para os saxofonistas mostrarem ao público toda beleza sonora deste instrumento e abrir mais possibilidades e espaço para a música instrumental do RN.” Magna ainda enfatizou a imensa capacidade dos músicos, pelo resultado conseguido em tão pouco tempo. O festival de Saxofones fez parte da comemoração dos 25  anos da Filarmônica 24 de Outubro.


sexta-feira, 1 de julho de 2011

2º Festival Felinto Lúcio Dantas - Santa Cruz/RN


Este vídeo exibe a Banda de Música de São Gonçalo do Amarante executando "Disparada" de Geraldo Vandré, sob a batuta do Maestro Aldo Correia.
video

2º Festival Felinto Lúcio Dantas - Santa Cruz/RN

Neste vídeo veremos a Banda de Música de Monte Alegre/RN, dirigida pelo Maestro Luís Dantas, executando parte do pot-pourri "Anos 60" e parte de "Seleção Roupa Nova", infelizmente as gravações estão incompletas. Optamos por agrupá-las em um único vídeo.
video